Paulicéia cresce na periferia e população já se preocupa com problemas futuros

Paulicéia

A construção da ponte sobre o Rio Paraná que liga São Paulo ao Mato Grosso do Sul, sempre foi aguardada como uma esperança para que a cidade cresça impulsionada pelo tráfego de veículos. Os que assim pensavam podem agora reconhecer que a cidade está crescendo a níveis nunca vistos na década. Para os pauliceienses, o número de residências está aumentando diariamente, o que leva a crer que as autoridades já devemm se preocupar com um plano diretor que possa atender a todas as necessidades da população. Além da ponte, que supostamente seria responsável pelo crescimento, na realidade muito se atribuem a instalação de uma usina no município e nas proximidades da cidade, como responsável direta por esse desenvolvimento. O que se observa são construções de casas simples, a fim de atender a uma camada de trabalhadores e pessoas com rendas que impossibilitem a grande obras. Com isso, os problemas estarão surgindo  e os serviços públicos devem ser colocados a todo instante a serviço dos contribuintes.  Em parte, a municipalidade tem dado algumas atenções a esse fato, mas será necessário, um planejamento minucioso para programar a situação da cidade para o futuro. Aumentando as casas, aumenta a população e alguns moradores já demonstram preocupação para a quebra da tranquilidade até então existente em Paulicéia. “Já estamos registrando incidentes até então desconhecidos da pequena cidade”, lembra um moradores, dando exemplo do aumento do consumo de drogas, já que certamente a ponte será um meio fácil de sua chegada até a cidade. O assalto praticado contra  uma lotérica de Paulicéia, pode impulsionar um círculo de insegurança, para toda a comunidade. Para aqueles que não visitam Paulicéia há cinco anos passados, podem se surpreender em especial nos bairros e vilas.  Loteamentos já estão sendo formados nas proximidade das margens da via de acesso que liga a SP-294 com a ponte.


You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.