Interrupções nos serviços de melhorias da SP-294 de Panorama a Tupi Paulista oferecem insegurança

13061501

Após longos anos de reivindicações para que fossem realizadas as obras de melhorias da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, um trecho de Adamantina a Tupi Paulista foi concluído. Porém, um outro movimento foi necessário para que a parte restante, compreendida de Tupi Paulista a Panorama, também ganhasse essas melhorias.
Após um longo trabalho as obras foram autorizadas e os serviços iniciados, a princípio com grande determinação. No entanto, os movimentos de homens e máquinas até então presentes na estrada, foram suspensos, e a estrada atendendo a todos os movimentos, da forma como foi deixada.
Sinalizações de trânsito incompletas, e trechos irregulares, estão presentes em grande parte da estrada. Mesmo com algumas partes com obras solidificadas e apropriadas para o uso normal, existem partes em que são constatadas irregularidades, nos dois sentidos.
Num desses exemplos, na terça-feira, um veículo gol, com placa de Martinópolis, trafegava no sentido Tupi Paulista a Panorama, quando percebeu que havia uma pequena depressão, ocasionada pela camada de asfalto sobreposta na pista original e, sem que outro trecho tivesse recebido esse mesmo material.
Tentou frenar e o veículo saiu da pista, mas foi controlado pelo motorista que após essa ação, parou no acostamento, a fim de passar o susto.
Segundo consta, não houve um comunicado oficial desse procedimento e, os motoristas trafegam normalmente, sem obediência às sinalização de trânsito. É comum em trechos com apenas uma faixa continua, ser desrespeitado por muitos motoristas que ultrapassam, pois não tem orientações de parte da estrada que possa oferecer condições para esse procedimento.
Os motoristas aguardam o retorno das obras, pois isso ocasiona um desconforto muito grande, desde que se atente para o lado da segurança dos usuários. O problema maior é que o fluxo de caminhões carregados com tijolos é muito grande e, com isso pode elevar ainda mais o grau de perigo naquela estrada, nos dois sentidos.
O que se espera, é que as autoridades responsáveis reiniciem os serviços a todo vapor para que os usuários que pagam impostos para sustentar obras desse tipo, possam trafegar com mais segurança e tranquilidade.
Pelo menos sejam dadas satisfações a todos pelo incomodo provocado com a morosidade dos serviços.


You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.