Uma grande reivindicação da Incoesp já pode ser transformada num projeto por solicitação da CDHU

16011603

O setor oleiro do Oeste do Estado, passou a viver um grande drama em relação a comercialização de seus produtos, em especial aos destinados as obras da Companhia de Desenvolvimento e Habitação Urbana do Estado de São Paulo.
Segundo consta, aquele órgão fez opção pelo bloco de cimento para edificações de suas unidades em todo o estado, descartando assim, a utilização do bloco cerâmico um dos grande produtos de Panorama e de toda a região. Frente a isso a Incoesp iniciou um trabalho, visando mostrar a CDHU o grande problema causado com essa decisão.
Por várias vezes, a direção da Cooperativa das Indústrias Cerâmicas do Oeste Paulista, procurou manter contato com aquele órgão do estado, a fim de reverte a decisão tomada.
Finalmente, uma reunião foi realizada recentemente com o presidente da CDHU, Marcos Rodrigues Penido, com participações de vários representantes de associações e sindicatos representativos do setor ceramistas do Estado de São Paulo. O encontro de grande importância para o setor, aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, com participações do diretor da CDHU, Valter Gimenes; Diretor da FIESP e Presidente da SINDICERCOM, Sandro Roberto da Silveira; Presidente da ACERVIR, Constantino Frollini Neto da Cerâmica City e Presidente da ACERTAR; Francisco Geraldo Malavasi, Gerente da ACERTAR; e representantes do setor Oleiro/cerâmico (Tatuí, Itu e região). A Incoesp foi representada pelo seu diretor Milton Salzedas.
Como ponto máximo e de maior importância para o setor, ficou acertado nesta reunião que em conjunto com o CDHU, será elaborado um Projeto para que a Cerâmica Vermelha volte a atender os Programas habitacionais do governo.
Com isso, voltam as esperanças dos empresários associados a Incoesp para que seus produtos estejam também presentes nas construções das centenas de unidades da CDHU implantadas em todo o Estado de São Paulo.
Milton Salzedas, admitiu que esse é o início das colheitas dos frutos de lutas da Incoesp e, caso seja consolidado esse documento, a própria economia dos municípios jurisdicionados a área será fortalecida como da mesma forma, a garantia de milhares de empregos.
Muitas outras reivindicações que constam da pauta da Incoesp serão retomadas.


You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.