Novena antecede as festividades pelo Dia da Padroeira do Brasil em Panorama

CAPA_NOVENA_NSAPDA_2016.indd

A Igreja Católica está se preparando para abrir o Ano Jubilar das Comemorações dos 300 anos de encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul. A abertura do Jubileu acontece no dia 12 de outubro e se encerra no dia 11 de outubro de 2017. E para marcar o a importância desse ano, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), declarou 2017 como Ano Mariano Nacional.
A novena deste ano, que teve sua abertura no dia 03 de outubro, tem como tema central: Padroeira do Brasil – O Rosto Misericordioso de Maria. A novena, é realizada todas as noites com celebrações e obedecendo sempre ao tema diário e sempre com ofertas de flores para Nossa Senhora.
A comemorações estão centradas na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Aparecida, onde está sendo construido na área externa do Santuário, um Campanário, que abrigará 13 sinos. Pela tradição Católica, todo sino é dedicado a um santo. No caso dos sinos do Santuário, cada um é dedicado a um dos 12 apóstolos. Além da dedicação, cada sino também homenageia os cardeais, arcebispos e bispos que tem ligação com a história do encontro da Imagem, da chegada dos Missionários Redentoristas à Aparecida e da construção do Santuário Nacional. O 13º sino, maior que os demais, é dedicado à Virgem de Aparecida e a São José e homenageia a Família Campanha dos Devotos. A concepção artística do projeto é do artista sacro Cláudio Pastro, assim como toda a parte interna e externa do Santuário de Aparecida. A previsão de inauguração deste Campanário é dezembro deste ano.
Em Panorama a novena obedeceu as determinações da programação nacional e no dia 12, acontecerá a Festa de Nossa Senhora Aparecida. Segundo consta, haverá um terço na Capela Nossa Senhora Aparecida às 9h00. As 18h00, uma procissão sairá daquela capela, com destino a Igreja Matriz, onde será celebrada a missa em homenagem a padroeira do Brasil.
Os dias da novena, de responsabilidade dos bairros, procura sempre seguir o que se propos a programação a nível nacional, quando em cada dia, um tema é enfocado.
Dia 03 – Maria, Senhora Aparecida, Mãe de Misericórdia
Dia 04 – Maria, Senhora da Esperança e da Vida
Dia 05 – Maria, Senhora dos Pobres e dos Excluídos
Dia 06 – Maria, Senhora dos Humildes e Abandonados
Dia 07 – Maria, Senhora e Auxilio da Igreja
Dia 08 – Maria, Senhora e Amparo dos Sofredores
Dia 09 – Maria, Senhora e Mãe Missionária
Dia 10 – Maria, Senhora e Modelo da Juventude
Dia 11 – Maria, Senhora e Mãe da Igreja Peregrina

História de Nossa Senhora Aparecida
Os fatos foram registrados primeiramente pelos padres José Alves Vilela, em 1743, e João de Morais e Aguiar, em 1757. Esses registros foram feitos nos livros da Paróquia de Santo Antônio de Guaratinguetá, à qual pertencia a região onde a imagem foi encontrada. A imagem apareceu em outubro de 1717. E os fatos aconteceram assim:
Dom Pedro de Almeida, governante da capitania de São Paulo e Minas de Ouro, homem que detinha também o título de Conde de Assumar, passava por Guaratinguetá, SP, quando viajava para Vila Rica, MG. A população organizou uma festa para receber o conde de Assumar. Para prepararem a comida, pescadores foram para o rio Paraíba com a difícil missão de conseguirem muitos peixes para a comitiva do governador, mesmo não sendo tempo de pesca. Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves, sentindo o peso de sua responsabilidade, fizeram uma oração pedindo a ajuda da Mãe de Deus. Depois de tentar várias vezes sem sucesso, na altura do Porto Itaguaçu, já desistindo da pescaria, João Alves lançou a rede novamente. Não pegou nenhum peixe, mas apanhou a imagem de Nossa Senhora da Conceição. Porém, faltando a cabeça. Emocionado, lançou de novo a rede e, desta vez, pegou a cabeça que se encaixou perfeitamente na pequena imagem. Só este fato, já foi um grande milagre. Mas, após esse achado, eles apanharam tamanha quantidade de peixes que tiveram que retornar ao porto com medo de a canoa virar. Os pescadores chegaram a Guaratinguetá eufóricos e emocionados com o que presenciaram e toda a população entendeu o fato como intervenção divina. Assim aconteceu o primeiro de muitos milagres pela ação de Nossa Senhora Aparecida.


You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.