Comerciantes reclamam do excesso de pesquisas realizadas no comércio e serviço de Panorama

14011702

Para se medir a preferência do consumidor para determinado setor do comércio ou de serviços de Panorama, são realizadas pesquisas de opinião pública junto aos consumidores. Como sempre acontece, empresas chegam, adotam um sistema de coleta das informações e após tabuladas, fazem a divulgação pública.
Comunicado a cada vencedor da preferência do consumidor, é entregue um certificado oficializando o posicionamento, e isso feito geralmente em sessão solene com um jantar e afins. Mas sobre esta posição, é cobrado um determinado valor para custear todo o material, bem como despesas da festiva. Evidentemente, como se trata de uma empresa de pesquisa mas com cunho comercial, o lucro pelo trabalho também é cobrado de quem foi declarado vencedor.
Em Panorama, é comum a realização desse trabalho. Dentre as empresas que se ocupam desse projeto, temos como destaque a Associação Comercial Empresarial de Panorama. É uma entidade que representa o comércio de Panorama e conhece muito bem a situação de cada um deles, e como também de todos em conjunto.
Mas outras empresas também chegam em Panorama, executando os mesmos serviços, como se um só não bastasse. Com isso, as despesas para compensar esses serviços são muitas e onerando assim todo o comércio, que já vive uma verdadeira situação de penúria.
Um comerciante da cidade, solicitando a omissão de sua identidade, procurou este jornal pra relatar a importância das pesquisas e ao mesmo tempo fazer considerações sobre as mesmas. Ele admitiu que a proliferação de empresas buscando conhecer a opinião de cada consumidor prejudica também o próprio comércio.
Segundo ele, numa das pesquisas citadas sua empresa estava em destaque e, numa outra, nem ao mesmo chegou a uma posição melhor. Mas lembra que a melhor pesquisa na realidade é feita constantemente por ele próprio. Quer saber do consumidor o que o seu estabelecimento está deixando de oferecer e em que ponto ele deve se modificar para melhorar o atendimento.
Quanto as pesquisas realizadas na cidade, entende que a da ACE tem um perfil bairrista, pois conhece a todos e sabe muito bem que não haverá como alterar qualquer tabulação de dados.
Ele não é contra a pesquisa feita junto ao consumidor, mas admite que uma só durante o ano seria o essencial, para que não haja disparidade nas colocações dos posicionamentos das casas comerciais ou até mesmo das prestações de serviços dentro de Panorama.
Entende que os comerciantes também reclamam dos custos e das constantes pesquisas e isso só poderá ser solucionado caso todos entendam isso e assumam o compromisso de escolher apenas uma.
Segundo ele, é importante a pesquisa, mas que também possam indicar algumas informações que sejam úteis ao comerciante. Seriam críticas construtivas anexas ao questionário. Se o entrevistado escolher uma loja, que possa inclusive citar informações complementares do porque dessa escolha. As que não fossem escolhidas também poderiam ser objeto de avaliação com as indicações dos itens em que não atendem o gosto do consumidor.
Esse tópico ele admite que a Associação Comercial Empresarial de Panorama tem condições de fazer, ou até mesmo que fizesse quando realizasse o seu trabalho anual. Após tudo tabulado, conhecendo os preferidos, seria conveniente que os comerciantes que tivessem sido citados com algumas criticas construtivas, que fossem cientificados pela própria ACE, já que ela é a entidade que bem representa o comercio panoramense.
Neste caso, a pesquisa seria muito útil e também seria do agrado do comerciante, pois ele poderia assim tomar medidas para sanar as falhas que estão sendo praticadas no relacionamento comercio e consumidor. Quem procura um comércio, são pessoas que o faz, por amizade, ou simplesmente por ter sido bem atendido e ter gosto pela loja ou afim.


You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.
Powered by WordPress | Designed by: Free Web Space | Thanks to Highest CD Rates, Boat Insurance and UK Fiverr