Câmara aprova obrigatoriedade de apresentar carteira de vacinação na matricula na rede municipal de ensino

11021701

Agindo como o verdadeiros defensores do povo de Panorama, os vereadores aprovaram projeto de lei de autoria do vereador Lincoln Bocchi, que exige apresentação da caderneta de vacinação pelos pais, de todas as crianças quando na efetivação da sua matrícula na rede municipal de ensino.
A proposta foi apresentada, pois sabe-se de que nem todos os pais têm assumido esse compromisso de levar com todo rigor as vacinações e seus filhos, e o problema maior acaba recaindo sobre o poder público municipal, que deve investir altos valores em vacinações e, até mesmo efetuar levantamentos através de agentes da saúde de que está ou não, com as vacinas regularizadas. Segundo o autor da proposta, a sua preocupação foi a de que os alunos ao adentrarem das escolas, tem o respaldo de que estão vacinados e que, consequentemente não estarão sujeitos a contrair qualquer tipo de doença. Ainda para o vereador não há nenhum propósito de forçar, exigir e tornar obrigatório esse dever de pai mas, simplesmente coloca como defesa, a necessidade e o compromisso de todo município desde vereadores e o prefeito, de que os alunos estejam realmente vacinados.
Não há como exigir tal procedimento e não há como possuir uma equipe de muito trabalho, para cobrir todo esse espaço de fiscalizar o município de Panorama, aluno por aluno, pai por pai. Para Lincoln a lei da as condições de que ao efetuar matrícula, não há a necessidade de entregar a carteira de vacinação ou simplesmente apresentar este documento para a efetivação da sua matrícula.
O pai terá o prazo de um mês para apresentar esse documento após a feita a matrícula mas esta será realmente regularizada e efetivada quando apresentar a sua carteira de vacinação. Caso o pai não apresente a sua carteira de vacinação, o fato será informado ao Conselho Tutelar de seu não comprimento. O pai será procurado e, caso não tome as devidas providências, o fato será encaminhado ao Ministério Público para as devidas providências.
Os pais serão então denunciados por colocar em risco a saúde de seus filhos e consequentemente, de toda a população. A medida tomada por Lincoln Bocchi, já deveria ter sido feita há muito tempo, dada a seriedade do assunto. O que se entende, é que a questão da vacinação não está ligado simplesmente ao nascimento da criança, nos primeiros meses de vida mas sim, durante toda a sua trajetória de infância até chegar na idade escolar. Ingressando nas escolas municipais, é evidente que existe uma preocupação das autoridades quanto à vulnerabilidade dessa criança em contrair determinada doença. O projeto aprovado pelos vereadores é louvável e merece todo o reconhecimento da população de Panorama.


You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.
Powered by WordPress | Designed by: Free Web Space | Thanks to Highest CD Rates, Boat Insurance and UK Fiverr