Panorama dá um passo para a acessibilidade dos surdos

Márcio e Helen,  aprendendo  a Libras

Márcio e Helen, aprendendo a Libras

Com objetivo de investir na formação e capacitação para a acessibilidade dos surdos, funcionários do comércio e indústrias, professores e representantes de igrejas de Panorama, participam do curso de Libras – Língua Brasileira de Sinais. O curso conta com a participação de surdos e seus familiares.

O curso é ministrado pelas professoras Adverilda Costa e Rosane de Carvalho que são especialistas em Libras e Educação Especial.
Segundo as professores este é um trabalho muito importante perante a sociedade e principalmente para a acessibilidade dos surdos.
Elas explicam que a inclusão não é de responsabilidade apenas das escolas. Os surdos são consumidores, freqüentam espaços sociais, comerciais e religiosos com seus familiares, portanto cabe a todos propiciar meios para a acessibilidade da comunicação.
A Libras é a primeira língua para os surdos e o caminho que proporciona esta acessibilidade. Atualmente escolas e estabelecimentos comerciais estão adaptados com rampas e sinalização, mas as barreiras de comunicação continuam. “Na verdade as barreiras estão sendo quebradas, pois o curso de Libras possibilita uma comunicação entre surdos e ouvintes”, explica a professora.
A Lei de Acessibilidade é a 10.098 de 19 de dezembro de 2000.

You can Deixar uma resposta, ou deixar um trackback de seu próprio site.